Segurança e assessoria de ex-presidentes custam 3 milhões/ano - Don't LAI to Me #23

Levantamento oficial a pedido do Fiquem Sabendo mostra também despesa com viagens, diárias, cartão corporativo e número de assessores à disposição

Está é a edição # 23 da newsletter Don’t LAI to Me, a newsletter do Fiquem Sabendo para quem quer informação direto da fonte. É a primeira no Brasil a trazer dicas e tutoriais exclusivos de como obter documentos e informações do poder público por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), além de divulgar bases de dados de diversos assuntos.

Precisamos de você para continuar: apoie nosso trabalho!

Fique por dentro

Não sabe o que é Lei de Acesso à Informação (LAI) ou está chegando agora? A gente te ajuda. Que tal começar com o nosso FAQ sobre a LAI? Acesse o site do Fiquem Sabendo e conheça nossa equipe. Siga o FS nas redes sociais: Twitter | Facebook Instagram | LinkedIn


Pesquisando gastos dos ex-presidentes

Um levantamento produzido pela Presidência da República, a pedido do Fiquem Sabendo, mostra informações sobre os custos das despesas de ex-presidentes brasileiros como segurança, assessoria, carros oficiais, passagens, diárias e cartão corporativo.

Acesse aqui os dados (baixe o segundo anexo da página).

O montante mais relevante é o gasto com segurança e assessoramento - só em 2019, o valor total usado gasto até outubro foi de R$ 3 milhões, somando as despesas de Sarney (R$ 522 mil), Collor (R$ 457 mil), FHC (R$ 602 mil), Lula (R$ 463 mil), Dilma (R$ 573,8 mil) e Temer (R$ 460,5 mil).

Os dados mostram ainda gastos com passagens aéreas e diárias - os maiores gastos nessa área neste ano são de Dilma, que consumiu R$ 488,2 mil de janeiro a outubro de 2019, seguido por Collor, com R$ 178,7 mil. A resposta da Presidência não especifica se esses valores englobam gastos de diárias e viagens também dos funcionários dos ex-presidentes.

Esses dados, é claro, servem como ponto de partida para perguntas e investigações aprofundadas. Como esses valores foram gastos? Em que contexto? Quais foram as empresas que receberam tais recursos para prestar serviços? As viagens coincidem com eventos relacionados a campanhas eleitorais? Aí é com vocês. Descubram, contem e nos marquem nas redes sociais!

Quer republicar este texto ou usar os dados para uma nova publicação? Sem problemas! Basta colocar o crédito (Fiquem Sabendo, agência de dados especializada na Lei de Acesso à Informação, se possível com hiperlink para o nosso site).


Este produto é totalmente gratuito e já inspirou mais de 200 reportagens pelo Brasil mas requer tempo, dedicação e tem custos. Apoie nosso trabalho!


“bLAIck friday” do Fiquem Sabendo: 22 bases de dados em apenas 3 horas!

Nossa equipe deu acesso a diversas bases de dados na última sexta-feira por meio do Twitter, com uma rápida promoção: a cada 20 curtidas, uma base nova. E foram mais de 700 (sim, ficamos devendo algumas)! Perdeu? Acesse aqui a thread, com todas as bases.

Tem de tudo ali no meio. De atas e documentos de uma comissão do governo federal de combate ao derramamento de óleo ao total de armas em estoque com empresas de segurança privada, munições, armas desviadas em todo o Brasil, entre outras.


Policiais civis envolvidos em violência doméstica

Um levantamento obtido pelo jornalista José Brito e cedido ao Fiquem Sabendo mostra o número de policiais civis SP envolvidos em casos de violência doméstica no Estado de SP. Investigadores são os que mais aparecem nesses dados. Entre neste link e cole o protocolo 608171916204 para acessá-los.


Governo federal passa a divulgar informações sobre endividados com a União em formato aberto

Antes, era necessário acessar um a um em uma plataforma do governo. Nós já ensinamos a facilitar o trabalho por meio da LAI em uma edição anterior desta newsletter. Agora, está tudo reunido em um lugar só. Vitória da sociedade!


Teve dificuldade com algum link ou download na newsletter? Avise-nos por e-mail (contato@fiquemsabendo.com.br) e corrigiremos em nossa edição online.


Governo já aplicou 17,8 mil sanções a entes privados por irregularidades

Uma base de dados inédita produzida pela CGU traz números sobre punições aplicadas a servidores e empresas que cometeram irregularidades. Acesse aqui o Painel Correição em Dados.


Dados abertos do BNDES: participe da consulta pública

O BNDES abriu consulta pública para definir quais base de dados devem ser abertas prioritariamente. Sabemos que ninguém quer preencher formulário, mas precisamos aproveitar essa oportunidade única! Participe e compartilhe nas redes sociais para incentivar os colegas :) 


SP suspende emissão de autorização para transporte escolar, mas enfrenta mais de 60 ações judiciais para acesso ao sistema

A Prefeitura de SP aprovou uma regulamentação recentemente (ver Portaria SMT.DTP nº 231/2019) que deve reduzir o número de motoristas cadastrados para fazer o transporte escolar gratuito, conhecido como TEG. Mas um pedido feito por nossa equipe por meio da LAI identificou que o governo, apesar de alegar que há mais serviço do que demanda, enfrenta muitas ações judiciais de pais de alunos que se sentem excluídos desse sistema. Acesse os dados aqui.

(protocolo da Prefeitura está no número do documento. Caso queiram checar, basta consultar o órgão ou aguardar que o governo os suba no Portal de Dados Abertos, processo que costuma levar um mês depois de o pedido ter sido respondido).


Prêmio CWA de Jornalismo de Dados

O Fiquem Sabendo foi o vencedor do prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, na categoria Dados Abertos! Isto significa que um robusto corpo de jurados das mais diversas áreas reconheceu a importância do nosso trabalho em desvendar e facilitar o acesso a documentos públicos para a sociedade. Ficamos extremamente felizes com a repercussão deste projeto que tanto nos move. Leiam todos os detalhes nesta matéria que publicamos em nosso site.


FS participa da construção da nova Política de Dados Abertos do Governo Federal

Em julho deste ano a Controladoria-Geral da União (CGU) assumiu a responsabilidade da Política de Dados Abertos, até então sob a gerência do Ministério da Economia. Para orientar as prioridades do trabalho, a CGU convidou o Fiquem Sabendo, outras organizações da sociedade civil e representantes do poder público para debater possíveis inovações e mudanças no atual sistema. Nossa diretora, Maria Vitória Ramos, participou da primeira reunião do grupo, que deve se reunir outras vezes em 2020.


Impacto do Fiquem Sabendo em 21 Estados

Identificamos, por meio de uma pesquisa feita por um de nossos leitores, que nossos materiais já foram usados em pelo menos 21 Estados brasileiros, tanto em jornais impressos nacionais e regionais, quanto sites e até em canais de TV, como SBT e HBO (Greg News). Veja abaixo, por exemplo, reportagem de capa de um jornal impresso de Cuiabá, com base em um levantamento nosso.

Ou esta reportagem de página inteira do Jornal O Globo da última semana, também com base em dados divulgados por nós.

Continuem nos ajudando a achar e repassar dados abertos. Publiquem e nos marquem em suas redes sociais!


Lei de Acesso à Informação na imprensa

  • [COM DADOS DO FIQUEM SABENDO] Número de alunos com nome social quadruplica desde 2015 em São Paulo - O Globo 

  • Assaltos a motoristas de aplicativo crescem 80,2% em SP, apontam dados da Secretaria de Segurança - G1 

  • [COM DADOS DO FIQUEM SABENDO] Volume de óleo derramado no Nordeste é 16 vezes maior do que todos os vazamentos desde 2012 - O Globo

  • 17 cidades da Grande SP ignoram LAI - Agência Mural

  • Lei Maria da Penha: DF recebeu 129 mil denúncias de violência doméstica nos últimos dez anos - G1

  • RMC registra média de 20 casos de importunação sexual por mês - G1 

  • Rio registra em média 6 medidas protetivas descumpridas por dia - Extra

  • Governo federal esconde dados do enxugamento do Bolsa Família - Folha

  • Saúde dos parlamentares custou R$ 832 mil aos bolsos dos catarinenses - NDMais

  • Carteirinha de estudante digital custará R$ 10,5 milhões por ano - O Globo

  • Para devolver R$ 1 bi a federais, MEC bloqueou dinheiro do Fies e de bolsas... - UOL

  • Negros são 82% dos resgatados do trabalho escravo no Brasil - Repórter Brasil


Quem somos

Fiquem Sabendo é uma agência de dados independente e especializada no uso da Lei de Acesso à Informação (LAI). Somos um grupo de jornalistas cuja tarefa primordial é fomentar a cultura de transparência pública e do uso de informações governamentais para o controle social.

Nosso compromisso é trazer dicas, tutoriais e dados públicos a cada 15 dias. A ideia é fazer com que você - cidadão, ativista, jornalista, pesquisador ou entusiasta dos dados abertos - obtenha e use essas informações de maneira cada vez mais qualificada. 

A cada nova edição percebemos que nosso trabalho é mais compartilhado, reproduzido e usado como fonte para jornais regionais, nacionais e trabalhos acadêmicos. E esse é nosso maior orgulho. Publicou algo com nossos dados? Conte pra gente nas redes sociais.

De onde saem os dados que divulgamos?

Cabe um breve esclarecimento sobre nosso método de trabalho. Nossa primeira regra é divulgar somente documentos públicos, sempre com link para a fonte oficial.

E onde encontramos tanta informação? Nós as buscamos de duas formas: fazendo pedidos de acesso à informação aos governos e pesquisando diariamente nas bases de pedidos respondidos da LAI, que é disponibilizada pela Controladoria-Geral da União (CGI). Para evitar conflitos, nosso critério é divulgar somente documentos e informações que tenham sido abertas há pelo menos um mês.

Don't LAI to me: uma newsletter para quem quer informação direto da fonte. 

Editada por Luiz Fernando Toledo

Equipe FS: Léo Arcoverde, Maria Vitória Ramos, Luiz Fernando Toledo, Fabiana Cambricoli e Bruno Morassutti.

Siga-nos no Twitter: @_fiquemsabendo / @toledoluizf / @cambricoli / @mavilaunberg /@555112299jedi


Perdeu alguma edição da Don’t LAI to Me? Veja aqui todas que já saíram:

#22 - Melhorando dados públicos: CGU vê conflito de interesse em 1/3 dos pedidos de autorização de atividade privada de servidores

#21 - Governos municipais e estaduais integram lista de autuados por trabalho infantil; veja dados - Don't LAI to Me

#20 - Meio bilhão por mês: investigando contratações terceirizadas no governo federal

#19 - Gastos sigilosos: Em oito meses, viagens de Jair Bolsonaro consumiram R$ 3,7 milhões
#18 - Abrindo a porteira: investigando os resultados de concursos públicos
#17 - PF mapeou crime organizado no RJ para grandes eventos em 2013
#16 - Watching the Watchmen: o que os órgãos públicos estão investigando nas redes sociais?
#15 - Meio milhão de reais em uma lanchonete: os gastos dos ex-presidentes da República e suas equipes
#14 - Relatórios sigilosos na PF: milicianos, crimes eleitorais e apreensões de fuzis na América Latina
#13 - Digital influencer pró-governo: quem contratou e quanto pagou?
#12 - BBB do serviço público: o que os servidores estão discutindo por e-mail?
#11 - Ghostbusters: Caçando funcionários fantasmas no serviço público
# 10 - Enviada somente por e-mail
# 9 - Enviada somente por e-mail
# 8 -
Memorando inédito da CIA: a Ditadura e a Igreja no regime Médici
# 7 - Como obter currículos de servidores públicos
#6 - Veja como acessar as dívidas de políticos com a União via Lei de Acesso
#5 - Marinha pede “só” 93 anos para entregar documentos que perderam sigilo
# 4 - Sem Sigilo: Fiquem Sabendo libera 400 documentos do Ministério da Defesa
# 3 - Sem Sigilo: em universidade federal, até pesquisa sobre ensino de flauta vira secreta
#2 - Telegramas do MEC e mudanças na LAI
#1 - Bolsonaro alertou Anatel sobre falsas contas de celular em seu nome

Gostou do conteúdo exclusivo e totalmente gratuito?Apoie nosso trabalho no Catarse e ajude a melhorar a transparência pública no Brasil.

Loading more posts…